Deborha Lúcio Sena, Advogado

Deborha Lúcio Sena

(11)Garanhuns (PE)
6seguidores85seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Advogada
18anos de formada pela Faculdade de Direito de Caruaru
Especialista em Direito Público pelo Instituto UNAMUNO - Universidade Cândido Mendes

Especialista em Controle e Contabilidade Governamental - UFPE

Principais áreas de atuação

Direito do Trabalho, 6%
Direito Administrativo, 6%
Direito Processual Civil, 6%
Direito Empresarial, 6%
Outras, 76%

Primeira Impressão

(11)
(11)

11 avaliações ao primeiro contato

Recomendações

(19)
Lucas Salmazo, Advogado
Lucas Salmazo
Comentário · há 3 anos
Simplesmente lamentável essa declaração!

Confesso que fiquei tão estarrecido ao me deparar com essa notícia, que fica difícil organizar os milhares de argumentos que me vem a cabeça para refutar essa teratológica e infeliz colocação do nobre presidente da Câmara dos Deputados.

Porém, é até justificável alguém da casta política proferir tais palavras, visto que nunca devem ter precisado trabalhar no regime celetista e todas as obrigações oriundas da relação empregatícia, ou se já passaram por tal experiência, devem ter se esquecido.

Mas pessoas do povo apoiarem tais ideias, acreditando nesse discurso que preconiza que a culpa da crise é dos direitos trabalhistas, me causa profunda tristeza, pois, resta claro que são pessoas desinformadas e, por consequência, facilmente manipulados.

Cada vez mais concordo com as palavras de outro dos Maia, no caso o saudoso TIM MAIA: "Este país não pode dar certo. Aqui prostituta se apaixona, cafetão tem ciúme, traficante se vicia e pobre é de direita".

Os direitos dos trabalhadores só foram conquistados devido às greves e a sindicalização, por exemplo. Caso contrário continuaríamos nos moldes do início da revolução industrial, jornadas extenuantes, trabalho infantil, sem segurança e por aí vai.

Ademais, importante frisar que mesmo com todo arcabouço jurídico previsto em lei para garantir ao trabalhador dignidade, diversas empresas descumprem descaradamente o que leciona o ordenamento, por isso a infinidade de ações na justiça do trabalho. Na prática o que vemos é diversos processos em que o trabalhador pleiteia horas trabalhadas que não foram pagas, horário de almoço que foram simplesmente suprimidos, trabalho em ambiente insalubre, entre muitos direitos que são ignorados.

Estamos retrocedendo em todos os campos, infelizmente!

Perfis que segue

(85)
Carregando

Seguidores

(6)
Carregando

Tópicos de interesse

(30)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Deborha
(87) 9967-...
Ver telefone
(87) 99967-...
Ver telefone
Av. Simoa Gomes, 276 - 2º andar - Sala 03 - Pernambuco (Estado) - 55290000

Deborha Lúcio Sena

Av. Simoa Gomes, 276 - 2º andar - Sala 03 - Pernambuco (Estado) - 55290-000

Entrar em contato